Terríveis fotos do ‘Circo dos Horrores’, que lhe darão pesadelos!

O circo em si, foi e tem sido uma tradição familiar amada que atravessou gerações, mas o que pensamos hoje quando imaginamos um circo em nossa cabeça nem se compara com o que o circo do passado era, é como se fossem dois universos totalmente diferentes.

Na verdade, a algumas décadas atrás, as atrações mais privilegiadas dos circos que viajavam pelo país era o “Show de aberrações” ou “freakshows”, onde pessoas com diferentes anomalias eram tratadas como atrações por pura diversão. É verdade que muitos desses indivíduos participaram com entusiasmo e fizeram uma vida digna com o dinheiro de suas apresentações, mas, muitos outros eram tratados mais como escravos contratados que viviam uma vida que ninguém sonharia ter.

A história nos deixou imagens esquisitas que servem como um lembrete arrepiante de um passado sombrio…

São 26 imagens divididas em 5 páginas! Confira:

 

 

1- Mirin Dajo, o “alfineteiro” humano.

Na década de 1940, Dajo era conhecido por suas performances de palco, onde permanecia parado enquanto seu assistente o atravessava com lâminas de esgrima, uma a uma. O show era assustador, mas Dajo nunca vacilou, nunca mostrou a menor dor.

Os médicos resolveram estudar o caso de Dajo. Ele então foi convidado para exames médicos e para a surpresa deles, Dajo estava muito bem. Com a lâmina da esgrima atravessada no peito, Dajo se dirigiu até um laboratório para exames de raios-X, onde constataram que não se tratava de uma trapaça. A esgrima de fato atravessou seu abdômen, passando próxima a seus órgãos internos sem danificá-los.

Apesar de sua incomum habilidade, Dajo acabou vacilando em uma de suas apresentações e morreu aos 35 anos com uma ruptura de sua veia aorta, após uma apresentação onde engoliu uma espada de aço afiada. Veja um vídeo de uma das apresentações de Dajo:

 

 

2-  Fred Wilson, o “garoto lagosta”.

Nascido no estado norte-americano de Massachusetts em 1866, Wilson era uma das principais atrações de um circo na época. Ele era portador de uma condição chamada ectrodactilia, que fazia com que os afetados nascessem sem o dedo central nas mãos ou pés – que acabavam parecendo com as pinças de lagostas e caranguejos.

 

 

3- O homem de 3 pernas e 2 pênis.

O italiano Frank Lentini, também ficou famoso nos shows de aberração por ter alguns membros a mais. Eram três pernas e dois órgãos genitais, a terceira perna era um pouco menor que as outras. Porém, algumas histórias da época sobreviveram e elas contam que ele não ligava muito para a sua “deficiência” e inclusive ele era um excelente jogador de futebol.

O fato de ser diferente não o impediu de levar uma vida normal. Teve quatro filhos com Theresa Murray, com quem foi casado até o dia de sua morte, em 22 de setembro de 1966. Mesmo depois de morto, Frank ainda receberia uma singela homenagem. Em 1995, uma foto sua ilustrou a contracapa do álbum “Alice in Chains”, produzido pela banda homônima.

 

 

4- A Mulher de quatro pernas.

É possível que esta seja uma ilusão de óptica para vender ingressos, mas é difícil dizer com certeza.

 

 

5- O homem coruja.

Joe Martin Laurello, o Homem Coruja, nasceu em Nuremberg (Alemanha) em 1886. Ele era um performer sideshow que poderia virar a cabeça um total de 180 graus, sendo fotografado pela revista norte-americana Life em 19401. Após mudar-se para os EUA em 1921, apresentava-se em vários shows de TV famosos. Sua última aparição foi gravado no show “You Asked For It” em 24 de março de 1952. Martin Laurello morreu em 1955 vítima de um ataque do coração. Veja um vídeo do Homem coruja:

 

 

6- Os boxeadores.

Fica a questão…  Será que nos bastidores, eles eram amigos íntimos?

 

PRÓXIMA PÁGINA>>

Comentários no Facebook