A Mais Bela Criatura – Creepy

Novembro 26, 2013
Comments off
1525 Views

a8951

 

A criatura mais linda que eu já vi parecia nunca fechar as cortinas do seu quarto ao lado. Ela só se mudou há uma semana, mas era difícil não notar uma garota como ela. Eu acho que ela nunca tinha me visto, mas acho que isso só tornou tudo muito mais interessante.

Ela era jovem e magra, de pele tão branca quanto o inverno, e ela tinha um lindos cabelos ruivos. Eu gostava de vê-la dançar todas as noites, e o cabelo dela incendiando o ar com cada mergulho e giro. Fiquei fascinada imediatamente, pegando todos os movimentos que eu podia ver através daquele portal de vidro. Algumas noites ela dançava, e em outras ela apenas se sentava em sua mesa, às vezes falando em seu celular a noite toda. Isso durou até o fim do mês, quando eu vi o assassinato da primeira pessoa.

Era uma garota da escola, ela estava entusiasmada para entrar de cabeça no mundo das drogas “legais”, ela era rejeitada por todos, mas não por ela. Era a vítima perfeita. Ela sempre fez as coisas de modo perfeito. Foi a primeira noite que ela acendeu a luz tão cedo. Ela segurava um marcador de prata que combinado com a escuridão que logo começou a brilhar um vermelho escarlate. Não houve gritos, não havia nenhum som. Deve ter durado apenas alguns segundos, mas parecia ter durado horas enquanto eu observava. Era espetacular.

Quando ela finalmente terminou, ela olhou pela janela e me olhou. Seu rosto, seu lindo rosto, foi cuidadosamente revestido por uma camada de sangue fresco. Ela tinha o mais lindo sorriso, e os olhos mais sedutores e selvagens. Ela cruzou a linha do mais profundo e pecado mais obscuro. Meu Deus, como ela era linda. Seu cabelo vermelho caia tão graciosamente em seu rosto como um anjo caído.

Os próximos três iam e vinham da mesma forma: um jogador de futebol bêbado, um ator de teatro recluso e uma garota gótica – todos eles eram os artistas desse maravilhoso show que ela fazia para mim durante todo o ano. Ela a convidou para o seu quarto, como uma velha amiga para falar das últimas fofocas. Então eu vi, o momento que eu sempre esperava, um sorriso insinuou em seus lábios. Ela sempre apagava as luzes para matar, o olhar em seu rosto lindo enquanto ela tirava suas vidas. Eu quase podia sentir o êxtase que ela deve ter sentido.

Um dia, eu finalmente tive a coragem de ir conhecê-la ou, talvez se juntar no seu show. Se eu estava realmente com sorte, talvez eu pudesse ser a única a inspirar aquele sorriso terrivelmente sedutor. Comprei algumas roupas, um perfume caro. Eu até repintei meu cabelo de loiro, esperando que eu pudesse faze-lo brilhar como a dela. Mas naquela manhã recebi a pior notícia de todas.

Meus pais me disseram que estávamos nos mudando. Eles estavam temendo por mim, já que muitos adolescentes tinham desaparecido recentemente. Tentei contestar, mas o que eu posso fazer? Se eu falar para eles sobre a garota da minha janela, eu nunca mais a veria. Eles me mandaram embora imediatamente para ficar com um amigo da família. Foi difícil, eu fiquei tão triste por não estar no meu quarto novamente, para vê-la dançar para mim uma última vez.

Eu iria ficar muito triste sem ter meu espelho na parede. Quando eu saí da enfermaria, o meu médico recomendou que eu o colocasse ao lado da minha cama, como uma janela. Eu pensei que isso seria estranho no começo, mas logo eu esqueci que estava lá. Desde que ele estava lá, no meu quarto, parecia que eu estava ao lado da mais bela criatura que eu já vi.

Vi lá no: Lua Pálida

Um cara estranho que fica na internet o dia inteiro procurando coisas que consigam lhe deixar assustado, tomando vinho e fumando Hollywood.

Comentários no Facebook