10 Pessoas que tiveram criaturas vivendo em suas orelhas

Abril 16, 2017
555 Views

Embora possa parecer improvável, insetos e outros seres vivos, invadem os ouvidos humanos com mais freqüência do que imaginamos, muitas vezes isso acontece enquanto as pessoas estão dormindo. Quando esta situação de pesadelo ocorre, os primeiros sintomas são geralmente coceira intensa e dor. A intervenção médica é normalmente necessária para remover os invasores.

Embora essas experiências sejam extremamente desagradáveis, elas normalmente não causam lesões à longo prazo. Ainda assim, o pensamento de que algo vivo esteja vivendo em sua orelha, possa ser o suficiente para fazer você usar tampões de ouvido pro resto da vida enquanto dorme.

Esta lista contêm duas páginas com 10 casos de pessoas com invasores em seus ouvidos, e nos faz crer que usar tampões de ouvido ao dormir até que não é uma ideia tão ruim.

 

1- Hendrik Helmer;

Em 2014, Hendrik Helmer, de Darwin, Austrália, acordou no meio da noite com uma dor severa em sua orelha direita, e percebeu que um inseto possa ter rastejado para dentro dela. Esperando que o invasor não fosse uma aranha venenosa ou um alienígena em miniatura, ele fez o que qualquer pessoa normal faria…  Tentou removê-lo com um aspirador de pó. Quando a missão falhou, ele tentou mergulhar a orelha num balde com água, e isso fez com que o inseto ficasse ainda mais agressivo, o que e causou ainda mais dor.

Helmer, em seguida, acordou seu companheiro de quarto, que o levou ao Royal Darwin Hospital, onde um médico finalmente tirou uma barata de 2 centímetros da orelha de Helmer, ele usou um par de pinças para remover o corpo da barata depois de matá-la com óleo. Durante vários dias após a remoção da barata, Helmer sentiu dificuldade em manter o equilíbrio ao andar e “pontadas dolorosas quando movia a mandíbula para mastigar”.

 

2- Radhika Mandloi;

Radhika Mandloi, de quatro anos, queixou-se de dor intensa e uma coceira dentro de sua orelha e foi levada para o hospital em 2016. Lá, Dr. Raj Kumar Mundra removeu 80 larvas da orelha da garotinha, numa operação de 90 minutos.

Se ela tivesse procurado tratamento mais tarde, as larvas poderiam ter começado a comer seu cérebro. Nem todas as larvas só consomem tecido morto. Disse o médico, Mundra.

Mundra atribuiu o problema à condições de higiene precárias. Uma mosca provavelmente achou abrigo na orelha da garotinha e depositou as larvas, pondo assim em perigo sua vida.

 

3- Catherine McCann;

Catherine McCann, de 92 anos, era residente do lar para idosos ‘Lutheran Home’ em Arlington Heights, Illinois, quando sua orelha ficou infestada de vermes em 2012. Como McCann reclamava muito de dores no ouvido, os médicos do Hospital fizeram exames e constataram 57 larvas fazendo um playground na orelha da idosa. Especialistas que examinaram as larvas determinaram que elas já estavam no ouvido de McCann por três dias.

O lar de idosos foi dedetizado e inspecionado em busca de moscas varejeiras, mas nenhuma foi encontrada, acredita-se que a mosca pode ter entrado na orelha de McCann durante uma caminhada ao ar livre.

O canal auditivo de McCann tinha passado por uma cirurgia alguns anos antes do incidente, e ela estava sendo tratada com antibióticos em gotas na orelha. Embora a casa de repouso tenha alegado que McCann sempre recebeu o melhor tratamento que a instituição pudesse oferecer, o advogado de McCann não aceitou as desculpas. O marido de McCann, que pagava 120 mil dólares por ano pelos cuidados médicos de sua esposa, processou a instituição por “sofrimento emocional e negligência”.

 

4- Rochelle Harris;

Em 2013, Rochelle Harris “despejou” uma mosca invasora de seu ouvido durante uma viagem ao Peru, e não pensou nisso novamente até que ela começou a sentir dores de cabeça e dor de um lado só de seu rosto, numa manhã, ela acordou com líquido estranho em seu travesseiro. Uma médica do hospital ‘Royal Derby’, no norte da Inglaterra, encontrou filhotinhos vermes em “um pequeno buraco em seu canal auditivo”.  A mosca que Rochelle havia removido, deixou uma lembrancinha de oito larvas em sua orelha.

 

5- Mulher Anônima;

Pain, enviou sua mulher de 48 anos para um hospital em Taiwan para fazer exames, ela se queixava que seu aparelho auditivo estava fazendo sua orelha doer. Os médicos detectaram “fluido sangrento” em seu ouvido. Uma larva de mosca de fruta foi encontrada e finalmente removida da orelha da mulher. A pele perto do tímpano havia sido “corroída” pela infestação. Ela foi tratada com antibióticos e duas semanas mais tarde, seu canal auditivo foi curado.

 

PRÓXIMA PÁGINA>>

Um cara estranho que fica na internet o dia inteiro procurando coisas que consigam lhe deixar assustado, tomando vinho e fumando Hollywood.

Comentários no Facebook